Como se livrar das temidas espinhas e cravos

Muita gente sofre com as temidas espinhas, provocadas pela inflamação da pele e comuns no rosto, peito, ombros e nas costas. Costumam surgir na adolescência, momento em que o os níveis hormonais estimulam as glândulas sebáceas. 

Essas glândulas produzem óleo excessivamente, entupindo os poros da pele e estimulando a proliferação das bactérias Propionibacterium acnes. O organismo tenta barrá-las com as células de defesa, acarretando nos cravos e espinhas. 

As lesões são divididas em 5 graus, sendo que o último é a acne fulminante — quadro raro, caracterizado pela formação de úlceras e grandes feridas avermelhadas. 

É normal vermos pessoas que gastam muito dinheiro em dermocosméticos para combater a acne, mas sem um resultado efetivo. Isso ocorre porque o tratamento deve ser definido com base em uma série de exames, específicos para o paciente. 

Para ter sucesso no tratamento você precisa ter paciência, se informar e contar com a ajuda de um dermatologista. 

Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo este artigo! 😉

O que causa as espinhas e os cravos 

Como já falamos, a principal causa das espinhas e dos cravos é o entupimento dos poros e a proliferação de uma bactéria. Mas há outros fatores de risco que contribuem para o início das lesões: 

  • Puberdade
  • Período menstrual 
  • Pele oleosa ou mista 
  • Síndrome dos ovários policísticos
  • Estresse
  • Distúrbios da tireoide
  • Suor excessivo
  • Uso de cosméticos faciais inadequados
  • Exposição solar sem uso de um filtro
  • Genética
  • Certos tipos de medicamentos  
  • Alimentação 
  • Alterações hormonais 
  • Dormir de maquiagem 

Esses fatores aumentam as chances de um poro se inflamar e acumular pus, o que forma a espinha. Também pode acontecer dele se abrir e escurecer, se transformando em um cravo ou comedão. 

Para não agravar as lesões, nunca esprema ou coce. Além da produção de melanina, que causa as manchas (pigmentação pós-inflamatória), a sujeira acumulada nas mãos contribui para o entupimento dos poros. 

Como evitar novas espinhas 

O primeiro passo para evitar novas espinhas (e cravos) é manter a pele limpa e hidratada na medida certa: atentado-se na escolha dos produtos, na frequência de uso e na forma de aplicá-los. 

Para facilitar o entendimento, separamos em quatro passos: 

#01 Higienização 

O ideal é lavar o rosto pela manhã e antes de dormir, usando um sabonete ou um gel facial adequado para peles oleosas. Também é recomendado usar a técnica double cleansing, que consiste na limpeza em duas etapas: 

  1. Tirar o excesso de sujeira com um demaquilante em óleo; 
  2. Lavar o rosto com água e sabão. 

Mas atenção: somente duas vezes ao dia é o suficiente, mais que isso pode desencadear o efeito rebote, onde a produção de óleo aumenta para compensar o ressecamento gerado com o excesso de lavagem. 

#02 Hidratação

Quando tratamos apenas a oleosidade, ocorre a mesma reação que falamos acima: a água da pele é retirada, ocasionando o ressecamento e aumento da produção sebácea. É aí que as espinhas aparecem com tudo. 

É preciso hidratar para manter os níveis de água da pele equilibrados! 

Mas se você não escolher um tipo de hidratante adequado para a pele oleosa, pode colocar tudo a perder. Nós já conversamos sobre isso no blog, heim! 

Dá uma olhada em algumas dicas: 

  • Escolha texturas como séruns, géis, tônicos e mousses;
  • Opte pelos hidratantes umectantes não-comedogênicos, que não obstruem os poros da pele;
  • Escolha a cobertura oil free, efeito mate ou toque seco;
  • Procure pelos antioxidantes ou com ativos da sílica, argila, zinco, alfa-hidroxiácidos, e ácido salicílico. 

#03 Proteção

O pré-requisito para ficar livre de cravos e espinhas, inclusive das cicatrizes e das manchas, é usar o protetor solar diariamente. Busque pelas opções oil free e toque seco, com fator de proteção contra os raios UVA e UVB. 

Em pequenas doses, os raios solares têm um efeito anti-bacteriano, mas é preciso verificar com o seu médico o melhor horário para tomar sol. Tenha cautela e só se exponha após a aplicação do filtro solar. 

Além disso, associar os protetores solares com o BB Cream é uma boa opção. Por possuir coloração, atua na proteção da luz visível, emitida pelas telas e pelas lâmpadas. 

#04 Alimentação

Também é necessário ficar de olho na alimentação e no consumo de água, afinal, o cuidado deve começar de dentro para fora. 

  • Opte por alimentos ricos em vitamina C e em vitamina E (poderosos antioxidantes);
  • Evite comidas gordurosas ou ricas em farinha branca;
  • Escolha as carnes brancas, como os peixes, ricos em minerais e promovem a ação anti-inflamatória;
  • Beba bastante água para eliminar as toxinas que agravam os problemas de saúde;
  • Consuma frutas e verduras amarelas, pois são ricas em betacarotenos, que também têm ação anti-inflamatória. 

Outros cuidados importantes 

Além dos cuidados básicos, há outras ações e dicas, muitas vezes desconhecidas, que têm um importante papel para a pele acneica

Uma delas é a limpeza de pele caseira, procedimento essencial para a remoção das células mortas e para a desobstrução dos poros. O indicado é fazer uma esfoliação leve, uma vez na semana, usando produtos da despensa ou da geladeira: como a borra de café, a farinha de arroz ou de fubá, a argila, a bucha vegetal e o açúcar.  

Também é indicado: 

  • Ficar de olho nos cosméticos usados nos cabelos; 
  • Trocar regularmente as fronhas e lençóis;
  • Higienizar o celular; 

Tratamento para espinhas 

O tratamento das espinhas depende muito do grau que a pele se encontrar. Nos casos mais leves, apenas lavar o rosto duas vezes ao dia e aplicar dermocosméticos tópicos, com ação secativa e clareadora, já pode funcionar. 

Para os medianos e mais graves, pode ser receitado medicamentos como espironolactona e isotretinoína.Os antibióticos e os anticoncepcionais, no caso das mulheres, também são bem recomendados. 

Converse com o seu dermatologista para descobrir o melhor tratamento para seu caso, que pode incluir até sessões de peeling, microdermoabrasão e laser para reduzir as manchas e cicatrizes.

Ah, vale investir em produtinhos com os seguintes ativos: 

  • Ácido salicílico 
  • Ácido glicólico 
  • Niacinamida 
  • Retinol 

Quer continuar explorando os cuidados com a pele oleosa e acneica? Dá uma olhada nos artigos que separamos: 

Como escolher o melhor hidratante para a pele oleosa
Niacinamida: benefícios para a pele e para o organismo
Sérum: o que é e porque você deve usá-lo na rotina skincare