Hidratante para pele oleosa

Como escolher o melhor hidratante para pele oleosa Leave a comment

Como escolher o melhor hidratante para pele oleosa

Hidratante para pele oleosa
Foto de Retha Ferguson no Pexels

Cremes, séruns, máscaras, bb cream … Mesmo com tantas opções de hidratante para pele oleosa disponíveis no mercado, muitas pessoas deixam esse cuidado de lado pelo medo de aumentar as espinhas e a oleosidade. 

Mas isso é um grande mito! 

Quando falamos em hidratação, nos referimos à água. Se você só tratar da oleosidade, estará tirando a água da sua pele e deixando-a ressecada. Como resposta, o seu corpo produzirá mais sebo. 

Não precisa ter medo do hidratante. Na verdade, ele deve ser o seu melhor amigo.

Nos próximos tópicos você entenderá melhor os benefícios desse produtinho, que pode ser encontrado nas mais diferentes texturas e preços.

Bora com a gente! 🤩 

Pele hidratada x Pele oleosa

Uma pele hidratada consegue reter a quantidade ideal de água em suas camadas mais superficiais (derme e epiderme). Isso promove diversos benefícios: 

  • Maciez 
  • Elasticidade
  • Tolerância ao uso de ácidos 
  • Melhoria da textura da pele 
  • Proteção contra poluição 
  • Menos manchas por exposição solar 
  • Controle da oleosidade e do brilho excessivo

Mas se a pele perde mais água do que retêm, ela fica mais suscetível ao ressecamento, descamações, feridas e até o surgimento de dermatites

Nas peles oleosas, esse impacto surge com mais produção de sebo. O chamado efeito rebote, onde o corpo produz mais óleo para compensar o que foi perdido. Para que isso não aconteça, é fundamental usar um hidratante específico. 

Quando você começa a tornar isso parte de uma rotina, consegue ter uma pele oleosa mais equilibrada e saudável. É preciso hidratar e re-hidratar sempre! 

Ah, fique atenta aos fatores que aumentam a perda de água da pele:  

  • Clima frio ou seco
  • Exposição excessiva ao sol 
  • Uso de medicamentos anti-acne ou anti-oleosidade
  • Banhos muito quentes 
  • Esfoliação excessiva da pele 
  • Banhos de mar ou piscina

Caso você conviva constantemente com algum deles, precisará redobrar seus cuidados nutritivos e hidratantes para controlar a oleosidade. 

Entendendo os rótulos dos hidratantes

Ação oclusiva

São hidratantes mais pesados, por isso não são tão recomendados para quem tem uma pele mais oleosa. Eles criam, literalmente, uma película impermeável capaz de impedir a perda de água para o ambiente. 

Outro problema é a composição dos hidratantes oclusivos. Muitos possuem petrolatos e silicones, que obstruem os poros e aumentam a produção de óleos. 

Entre as substâncias ativas mais comuns, destacamos a vaselina, parafina, ceras (cera de abelha) e óleo mineral.

Ação umectante 

Já os hidratantes umectantes possuem ativos capazes de atrair as moléculas de água das camadas mais profundas da pele, retendo-as nas mais superficiais. É uma espécie de barreira protetora e umidificante. 

Sua fórmula pode ser a base de glicerina, colágeno, D-pantenol, ácido hialurônico, ureia ou aloe vera — este último também possui ação antioxidante e anti-inflamatória, ideal para a cicatrização de acnes e outras pequenas feridinhas. 

Ação emoliente

Os emolientes possuem substâncias que amaciam e suavizam a pele, como os ácidos graxos, os óleos vegetais e os lipídios não gordurosos. Eles melhoram a elasticidade e, por isso, são ótimos para combater as rugas e marcas de expressão. 

Possuem uma consistência mais fluída e fácil espalhabilidade, criando uma camada protetora contra a perda de água. São mais indicados para peles secas. Os ativos mais 

comuns são as ceramidas, óleos vegetais, manteigas e lipídios.

Resumindo: 

  • Os hidratantes umectantes são os mais indicados para a pele oleosa. Mas também é válido investir em um combo poderoso, com a combinação dos ativos umectantes e emolientes (evite as manteigas e lipídeos).
  • Fuja dos oclusivos!

Melhores texturas de hidratante para pele oleosa

Os dermocosméticos podem ser encontrados em diferentes texturas, sendo os cremes, loções, géis e séruns as mais comuns. Também há produtos que combinam a ação de duas texturas, como o gel-sérum e o gel-creme. 

Cremes ou loções? 

Começamos com duas texturas bem parecidas, mas que possuem bases diferentes: os cremes são ricos em óleo e bem densos, enquanto as loções têm a água como veículo e um aspecto mais fluido. 

Neste caso, as loções hidratantes são as indicadas para peles oleosas. Os cremes obstruem os poros e aumentam a produção sebácea. 

Sérum ou gel?

Não tem quem duvide, essas texturas são amor à primeira vista. Inclusive já explicamos tudo sobre os séruns aqui no blog, dá uma olhadinha neste link. 😉

Enquanto o gel é a base de água e promove uma sensação de limpeza, o sérum é bem líquido e possui vários princípios ativos que penetram rapidamente na pele. Nenhuma dessas texturas obstruem os poros, então você pode usar tranquilamente. 

Se quiser optar pelas combinações sérum-gel, melhor ainda. Essa característica facilita a aplicação do produto, evitando que ele escorra. 

Também há outros tipos de produtos que podem ter ação hidratante, como: 

  • Bálsamo ou balme: cremoso, não deixa a pele pegajosa e tem ação nutritiva e calmante. Muito utilizado para hidratar os lábios.
  • Mousse: tem a consistência de espuma, sendo muito encontrado na forma de sabonetes faciais. São indicados para todos os tipos de pele.
  • Tônicos: com uma consistência mais fluida, as suas finalidades vão desde o equilíbrio do pH até a limpeza profunda da pele. Também não tem restrições quanto ao uso.
  • Óleo: hidrata e nutre o corpo, mas precisa ser usado com cuidado por quem tem acne e excesso de oleosidade. 

Escolhendo o melhor hidratante para pele oleosa

Nós já falamos que as ações umectantes e as texturas géis, séruns e loções são mais indicadas. Mas também há outros aspectos que precisam ser considerados: 

  • Prefira os que contenham ativos como sílica, argila, zinco, alfa-hidroxiácidos, antioxidantes e ácido salicílico;
  • Opte pelos hidratantes com cobertura oil free (livre de óleos), efeito mate, com toque seco e textura leve;
  • Compre apenas os não-comedogênicos, ou seja, que não obstruem os poros da pele;
  • Use proteção solar com efeito regulador de sebo e com as características acima, principalmente a cobertura (o mesmo vale para as maquiagens). 

Substâncias para passar longe 

É importante CORRER dos cosméticos que tenham parabenos e óleos minerais, que já foram comprovados como substâncias cancerígenas em diversos estudos

Os cremes e os óleos vegetais também não são recomendados, pois obstruem os poros e aumentam a acne. 

Fique de olho na embalagem do hidratante facial (ou corporal) e evite as seguintes substâncias: 

    • Para-aminobenzóico ou PABA: comum em protetores solar;
    • Quatérnium-15, Diazolidinil Hora, Imidazolidinil Ureia e DMDM Hidantoína: são conservantes que liberam formol;
    • 1,4-dioxano, Paraffin Oil e Mineral Oil;
    • Parabens, Methylparaben (ou E-218), Ethylparaben, Propylparaben (ou E-216) e Butylparaben;
    • Propylene Glycol e Propilenoglicol;
    • Ureia: altamente prejudicial para as mulheres grávidas, pois consegue penetrar a placenta e atingir o feto. É um produto proibido em concentrações +10%.

 

Como inserir os hidratantes na sua rotina de cuidados

Para ajudar a aumentar a hidratação, é indicado iniciar a rotina logo após o banho. Isso porque a pele ainda estará um pouquinho úmida, facilitando a absorção dos ativos dos produtos. 

O ideal é aplicar o hidratante duas vezes ao dia, na parte da manhã e da noite, após a limpeza da pele. 

Em uma rotina simples de cuidados, são poucos passos: 

1 – Lave o rosto com um sabonete facial específico para o seu tipo de pele 

2 – Enxágue com água fria 

3 – Seque o rosto e aplique o hidratante adequado para a sua pele 

4 – Aplique o seu dermocosmético de tratamento (anti-acne, anti-rugas …) 

5 – Finalize com o protetor solar 

Uma dica é incrementar esse momento de autocuidado com produtos ricos em outros ativos, também muito importantes para a saúde da sua pele. É o caso da vitamina C — um poderoso antioxidante, importantíssimo para manter a hidratação e combater os efeitos dos radicais livres

Produtos de cuidados específicos, como os hidratantes anti-age e clareadores, também são indicados. 

A pele oleosa é única! O ideal é que você procure um dermatologista, assim ele indicará os produtos adequados para as suas necessidades. 

Quer potencializar a sua rotina de skincare? Conheça os benefícios de usar a vitamina C no rosto. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SHOPPING CART

close